Arquivo da tag: museu

Museu holandês encoraja visitantes a desenhar as obras e não fotografá-las

A experiência dentro de um museu, hoje em dia, definitivamente não é a mesma de anos atrás, quando não tínhamos a facilidade das câmeras portáteis e da conexão rápida com a internet. A visita a um desses espaços pode ser considerada por alguns mais superficial, passiva, já que registrar a obra não é sempre sinônimo de apreciá-la.

É isso que acredita o Rijksmuseum, na Holanda. O museu encoraja, por meio da campanha #startdrawing seus visitantes a não usarem seus telefones para fotografar as obras, mas sim parar, olhar e tentar desenhar a arte e a experiência de estar lá. Assim, acreditam, podem aproximar público e obra de arte.

E se você acha que não sabe desenhar, não se preocupe. No site do Rijksmuseum a equipe alega que tudo é mais sobre a caminhada do que sobre o destino”. “Você não precisa saber desenhar, porque não é sobre o resultado final, mas sobre olhar e perceber o que você quer desenhar”. Além disso, aos sábados acontece o Drawing Saturday, onde os visitantes recebem um sketchbook, um lápis, e tarefas de desenho museu afora.

amsterda-zupi2(Foto: Rijksmuseum / via)

amsterda-zupi3(Foto: Rijksmuseum / via)

amsterda-zupi4(Foto: Rijksmuseum / via)

amsterda-zupi5(Foto: Rijksmuseum / via)

amsterda-zupi6(Foto: Rijksmuseum / via)

amsterda-zupi7(Foto: Rijksmuseum / via)

museu-amsterda-zupi(Foto: Rijksmuseum / via)

Postado em 27/11/2015

Fonte: Museu holandês encoraja visitantes a desenhar as obras e não fotografá-lasZupi

Stedelijk Museum [14/07/2015]

Olá! :)

Em junho/2015, uma amiga me convidou para visitarmos um museu. Abri uma lista com os principais museus de Amsterdam e escolhi o Stedelijk, pois não tinha visitado ele ainda.

Ele fica na Museumplein que, traduzindo, significa “Praça dos Museus”. Nessa praça ficam alguns dos pontos mais importantes de Amsterdam: o Rijksmuseum, o “IAmsterdam”, o Museu do Van Gogh entre outras atrações menores.

Antes de entrarmos, resolvemos comer. Na praça em frente ao “IAmsterdam” tem vários quiosques com coisas gostosas: lanche, waffel, croissant, café, stroopwaffel, entre outras delícias.

Bom, mas agora vamos ao museu. O Stedelijk abriu, pela primeira vez, em 1895 e é o maior museu da Holanda dedicado a arte moderna e contemporânea. Em 2012, depois de algumas reformas, o museu reabriu com uma fachada mais futurista conhecida pelos pessoas da cidade como “a banheira”. Bem em frente a entrada do museu, há uma construção, parecida com uma arquibancada, onde há grama e, em dias mais quentes, há várias pessoas tomando Sol.

11639330_828009633962617_36117197_o 11542673_828009623962618_2144471236_o

Coincidentemente, acabei de ler um livro que falava de Henri Matisse (A Garota que Você Deixou Para Trás) e está tendo uma exposição dele no museu (The Oasis of Matisse – até 16/08/2015). Pude observar diversos quadros, rascunhos, cartas, cadernos, esculturas e obras de corte e colagem desse artista. Além dele, também vi quadros do Picasso, Van Gogh, Cézanne, Mondrian e diversos outros.

11642042_828009770629270_1013204525_o

Picasso e Matisse

11535300_828009753962605_817182032_o

Matisse

No primeiro andar, ainda havia um pouco do trabalho de Matisse, mas em outras salas a exposição muda bastante, passando a apresentar arte moderna e contemporânea. Posso dizer, que não entendo muito de arte e não gosto muito desse estilo, mas para quem gosta é um prato cheio. Diversas esculturas “malucas”, quadros em 3D, objetos recriados, fotografias e várias outras criações inovadoras (mas que não sei dizer o que eram).

11212011_828009780629269_1213666265_o

Matisse

11639724_828009760629271_1720342999_o

Matisse

11641974_828009667295947_1474144820_o 11641987_828009600629287_551953686_o

Apesar de abrigar cerca de 90.00 obras de arte e objetos de 1870 até os dias atuais, o museu é relativamente pequeno, o que faz com que o passeio não seja tão demorado e cansativo (ficamos cerca de 1h30 lá dentro).

Além de ter um restaurante do museu, a rua que fica próxima a ele é também cheia de opções de cafés e outros lugares para comer.

Para mais informações, clique aqui ou aqui (em inglês).

No vídeo, explico um pouco sobre o Museumkaart, um cartão que você paga uma anuidade e pode entrar em muitos museus da Holanda sem pagar (você pode adquiri-lo na entrada do museu ou pela internet) e sobre o I Amsterdam City Card, um cartão específico para uma viagem curta, de 2 a 4 dias, em Amsterdam.

Stedelijk Museum
Museumplein 10

Horários de funcionamento:
Diariamente das 10h às 18h (5a feira até às 22h).

Preços:
Adulto – 15 euros
Estudante – 7,50 euros
Criança – grátis
(Enquanto estiver com a exposição do Matisse (até 16/08/2015) os preços estão um pouco mais caros, adulto fica 20 euros e estudante 10 euros).

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

11018571_776135002483414_6016934699072604751_o

Museu do Sherlock Holmes (Viagem a Londres Parte V)

Olá, leitores! :)

O último lugar que fomos visitar em Londres foi o Museu do Sherlock Holmes, outro personagem literário que eu adoro!

Antes de entrarmos no museu, fomos até a esquina onde tem uma estátua do Sherlock. Na base dessa estátua, tem um “QR Code” que se você lê com o celular, você recebe uma ligação do Sherlock, é muito legal! (Esse é um projeto que eles estão fazendo com várias estátuas em Londres!).

11001615_776134905816757_5154158871743157023_oNo museu, compramos ingresso na hora, na loja do Sherlock que tem do lado.

Ficamos uma meia hora na fila e entramos. Só a entrada já é demais! Primeiro, a porta é guardada por uma pessoa vestida como um policial da época do Sherlock. Segundo, a porta com o “221B” já é muito significativa. Terceiro, tem o chapéu do Sherlock e do Watson para você colocar e tirar uma foto.

11025272_776135122483402_7950679226141697552_o 11018571_776135002483414_6016934699072604751_o

O museu em si é pequeno, pois é como se fosse a casa do Sherlock. O papel de parede, os móveis, a escada estreita e a impressão de tudo ser muito velho compõem o cenário ideal. Tem o banheiro, o quarto do Sherlock e a sala (meu lugar preferido!!) com acessórios típicos das histórias, como: relógio, lareira, poltronas, cachimbo, lupa, chapéu, violino, livros.

10847325_776135069150074_8635432955961028037_o 10838243_776135005816747_7145463928029290289_o11043103_776134989150082_2840760451923120506_o 11000310_776136409149940_351546331211473514_o 10848514_776134975816750_2426603057406167778_o11045289_776135065816741_6074657377148578953_o

Tem alguns acessórios usados em filmes, manuscritos dos livros e, também, tem vários bonecos de cera referentes a personagens que apareceram em suas histórias, alguns estão, inclusive, nas suas cenas principais.

10683565_776135142483400_6917843332658091624_o

No final, passamos na lojinha (onde dá vontade de comprar tudo: bonecos, livros, dvds, acessórios, etc) e fomos embora.

Ficamos, mais ou menos, 1h e meia lá dentro, vendo tudo com todos os detalhes.

Depois, comemos o típico “Fish and Chips” no pub “The Shakespeare”, que já era próximo a Victoria Coach Station onde tínhamos que pegar o ônibus para voltar para Holanda.

10945493_776135205816727_2131919602841174168_o

Foi uma viagem incrível! Apesar de ser pouquíssimo tempo, conseguimos ver lugares que não conhecíamos ainda e fomos embora com a certeza de que ainda há mais para ver!

Museu Sherlock Holmes
221b Baker Street
Horário de funcionamento: Diariamente, das 9h30 às 18h.
Preço: Adulto – 10 libras / Abaixo de 16 anos – 8 libras
Site oficial
Vídeo sobre o museu.

The Shakespeare
99 Buckingham Palace Rd
Site

Por enquanto, fico por aqui. ;)
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

 

Exposição 007

Olá! :)

Hoje, resolvi falar de uma exposição muito legal que está acontecendo por aqui, mais especificamente, em Rotterdam. Quem planeja vir pra cá até o começo de fevereiro, não pode perder…

A exposição se chama “Designing 007: Fifty Years of Bond Style” (50 anos do estilo “Bond”).

905524_10202391338659538_6045727094842196249_o 1658222_10202391336179476_2044950008009143422_o10396972_10202391336819492_818414808989943970_o 10382510_10202391339819567_1618171121842202646_o

Ela apresenta todo o trajeto (de 52 anos) dos filmes de James Bond, esse agente que é quase um super-herói e que, acredito, dispensa maiores apresentações. Seus filmes são conhecidos pelas cenas de ação, pelos artefatos inovadores, desde pequenos relógios até grandes carros, e pela química que sempre rola entre Bond e as mulheres.

Ao todo, são 23 filmes que fazem parte dessa franquia que é a mais bem-sucedida do cinema. O primeiro filme foi lançado em 1962 (007 Contra o Satânico Dr. No), com Sean Connery. O último estreou em 2012, com Daniel Craig (Operação Skyfall). O próximo está previsto para outubro de 2015, também com Daniel Craig.

10482104_10202391337779516_8066216781376031547_o 1502425_10202391339139550_6371799713876106793_o

De acordo com o site do museu, 007 “O herói dos filmes não só atuou na franquia de maior sucesso da história do cinema, como causou um impacto sobre o mundo da arte, música, moda, tecnologia, viagens, design automotivo e estilo de vida. Mais de 500 aparelhos, trajes, veículos icônicos, storyboards, projetos gráficos e adereços, juntamente com vários clipes de filme, apresentam uma experiência multimídia inigualável do mundo de James Bond.”

Na primeira sala, há uma cama com uma “mulher” dourada morta em cima e um chapéu com uma lâmina (ambos do filme “007 Contra Goldfinger”) , uma “barra de ouro” assinada pelo Sean Connery, a Golden Gun, entre outros objetos especiais.

10495003_10202391335419457_8320708316076273912_o 10679835_10202391335939470_4057052862627363264_o

Cada sala tem uma temática. Tem a sala dos gadgets que Bond usava, a sala do cassino, a sala dos vilões, a sala do gelo, etc.

10683647_10202391336419482_7666066213731219048_o 1606213_10202391339939570_7361305612882633850_o

Uma das coisas que eu achei mais legal é que ao lado dos objetos/figurinos havia televisões passando cenas dos filmes em que aquela peça foi usada. Mesmo que a memória não ajude (a minha, por exemplo, não ajuda em nada), descobrimos quando aquele objeto foi usado, em qual cena e por qual James Bond.

Eu, que adoro coisas de filmes, fiquei encantada! Gosto dos filmes que assisti do James Bond, mas não sou fã do 007, ainda assim adorei estar perto de tantas coisas que fizeram parte de filmes de Hollywood.

Museu Kunsthal Rotterdam
Museumpark, Westzeedijk 341
3015 AA

Funcionamento:
3a a Sábado – Das 10h às 22h
Domingo – Das 11h às 17h
Não abre às 2as.
(Se for alguma data especial, é melhor conferir no site se o museu abrirá).

Ingressos:
Adultos: €11
De 6 a 18 anos: € 2
Até 5 anos: grátis

Mais informações:  http://www.kunsthal.nl/en-33-Admission-and-Tickets (em inglês)

A exposição vai até 08/02/15.

Meu irmão e eu na exposição.

Meu irmão e eu na exposição.

 

Para adquirir produtos do 007, clique aqui: Americanas / Submarino / Buscapé / Saraiva / Fnac / Walmart / Shoptime

Por enquanto, fico por aqui. ;)
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!