Arquivo da tag: pontos turísticos

Paris – Roteiro de três dias (Parte II)

Olá! :)

Vamos continuar a viagem por Paris! Se ainda não viu a parte I, é só clicar aqui.

Nessa segunda parte, vou mostrar o que visitamos na segunda-feira, nosso último dia nessa cidade linda!

No vídeo, você pode acompanhar os lugares por onde passamos e aqui embaixo você pode conferir a lista de lugares com endereços, horários, preços e links:

Basílica de Sacré Coeur (Site)
Aberta todos os dias das 6h às 22h30.
Entrada gratuita.

Montmatre

Moulin Rouge (Site)

Galeries Lafayette (Site)
Aberto de Segunda a Sábado das 9h30 às 20h (Quinta até às 21h)

Notre-Dame (Site)
Aberta todos os dias das 8h às 18h45 (Sábados e Domingos até às 19h15)
Entrada gratuita

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

Paris – Roteiro de 3 dias (Parte I)

Postado em 06/10/2015

Olá! :)

Hoje, vim contar como foi minha última viagem a Paris, uma cidade linda que vale a pena conhecer!!

Nós fomos de Londres a Paris de trem (Eurostar). A escolha do meio de transporte sempre é feita a partir de uma pesquisa de preço. Geralmente, consulto os sites Skyscanner (avião), NS International (trem) e GoEuro (todos).

Fizemos um roteiro bem legal, no qual visitamos, praticamente, todos os pontos principais da cidade, andando bastante ao longo do dia todo, mas sem precisar correr (muito).

Ah, além de andar também usamos trem e metrô. Foi fácil comprar os tickets nas máquinas das estações e nos guiamos pelo Google Maps. Tinham me falado que as estações eram muito sujas, mas, de verdade, estava tudo bem limpinho. Só fiquei presa na porta do metrô um dia, mas tudo bem, sobrevivi 😀

No vídeo, você pode acompanhar os lugares por onde passamos nos dois primeiros dias (sábado à noite e domingo o dia inteiro).

Vou deixar aqui a lista de lugares com endereços, horários, preços e links:

Gare du Nord (estação de trem)
Ponte Alexandre III
Torre Eiffel (Site)
Horários:
Todos os dias das 9h30 às 23h (No verão, das 9h às 24h)

Preços:
Adulto – €17
De 12 a 24 anos – €14,50
De 4 a 11 anos – €10
Grátis para menores de 4 anos

Arco do Triunfo (Site)
Nós não subimos, mas é possível subir para uma vista panorâmica.

Horários:
Aberto todos os dias
De 1 de Abril a 30 de Setembro: Das 10h às 23h
De 1 de Outubro a 31 de Março: Das 10h às 22h30
(Última admissão: 45 minutos antes de fechar)

Preços:
Adulto – €9,50
Meia tarifa – €6
Grátis para menores de 18 anos

Champs Elysees (Aqui há muitas lojas lindas para todos os gostos! Vale a pena passar um tempo andando e entrando em algumas dessas lojas de marcas famosas.)
Praça da Concórdia
Sorveteria Amorino (Há em várias pontos da cidade e os sorvetes são sempre deliciosos! Esse endereço que deixei aqui é da que mostro no vídeo, perto do Louvre)
Louvre (Site)
Horários: Todos os dias das 9h às 18h (exceto às 3as)
Às 4as e 6as, fica aberto até às 21h45.

Preço: €15
Acesso gratuito mediante a apresentação de uma prova válida para:
– a idade de 18 anos mediante apresentação de um documento de identificação oficial;
– jovens de 18 a 25 anos que vivem em um dos países da União Europeia, mediante a apresentação de comprovante de residência em um desses países e documento de identidade oficial;
– os professores em história da arte, artes plásticas, artes aplicadas, mediante a apresentação do documento afirmando o assunto;
– e visitantes portadores de deficiência que os acompanha.

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

Haarlem

Postado em 10/08/2015

Olá! :)

Saiu um post que escrevi lá no blog Brasileiras pelo Mundo!!

Nele conto, um pouco mais sobre a cidade em que moro: Haarlem.

Confira: 😉

Quando soubemos que íamos mudar para Holanda porque meu marido iria trabalhar em Amsterdã, começamos a pesquisar onde morar.

Por ser uma cidade maior e “mais famosa”, Amsterdã é também uma das cidades mais caras para se viver. Assim, começamos a procurar outras alternativas e foi então que conhecemos Haarlem.

Haarlem é a capital da província da Holanda do Norte. É uma cidade pequena, com cerca de 150 mil habitantes e bem próxima a Amsterdã – fica a cerca de 20 quilômetros e de trem, de 15 a 20 minutos.

É um lugar tranquilo, com uma arquitetura antiga e encantadora e pessoas facilmente se encontrando e se cumprimentando pelas ruas. Museus, restaurantes e ruas repletas de lojas fazem de Haarlem uma ótima cidade para se visitar. Além disso, ela é conhecida como a melhor cidade da Holanda para se fazer compras.

Apesar de bem menor que sua vizinha Amsterdã, a cidade tem de tudo e está bem localizada. Pela estação de trem você chega facilmente a qualquer outro lugar da Holanda. De bicicleta, você chega a qualquer ponto da cidade. Na verdade, tem muita gente que vai daqui para Amsterdã de bicicleta.

Bom, mas o que tem para fazer nesse lugar? Aqui vão algumas dicas:

Museus

Para quem gosta de passeios culturais, há vários museus que podem ser visitados por aqui.

Alguns exemplos são:

Corrie ten Boom House​: Casa onde viveu Corrie ten Boom, autora da autobiografia “O Refúgio Secreto”; nessa casa a autora escondeu pessoas para protegê­-las do Nazismo.

Frans Hals Museum​: É um museu que possui uma grande coleção de arte holandesa do século 15 e também tem um espaço para arte contemporânea.

Teylers Museum​: é o museu mais antigo da Holanda. Nele é possível observar não só obras de arte, mas também fósseis e invenções.

Moinho De Adriaan

Quem vem para a Holanda quer conhecer e tirar fotos de moinhos. Aqui em Haarlem dá para fazer isso também, e esse é um dos moinhos famosos. Além de poder tirar lindas fotos do lado de fora, o moinho virou um museu. Nele você pode entrar, fazer um tour (em holandês ou inglês) e conhecer mais sobre a história e os tipos de moinho. Dependendo do dia, enquanto você está lá dentro dá até para vê-lo funcionando!

10612835_713465638750351_8766809953786935748_n

Amsterdamse Poort

Outro lugar para tirar uma bela foto é o antigo portão entre Haarlem e Amsterdã, construído em 1400 e declarado como monumento nacional na década de 60.

Grote Markt

A Grote Markt é a praça principal da cidade. Ela fica no centro e é cercada por construções importantes como a St. Bavo Cathedral, a Prefeitura, o Vleeshal (prédio histórico que abriga um museu) e o Hoofdwacht (prédio mais antigo de Haarlem). Aos sábados e às segundas a praça dá espaço para a feira, na qual se pode encontrar boa parte dos moradores da cidade fazendo suas compras. Além disso, ao seu redor há inúmeros cafés e restaurantes que dão à praça um cenário ainda mais bonito. Com os dias mais quentes, as mesas ocupam boa parte do espaço e a qualquer momento você observar pessoas comendo, bebendo, conversando, lendo e, acima de tudo, aproveitando o sol.

11358847_824626954300885_545276881_n

St. Bavo Cathedral

11419862_824626984300882_76701909_n

Vleeshal

11121041_824626967634217_951610847_n

Hoofdwacht

11414516_824626994300881_1227155659_n

 

Grote Houtstraat

Como eu já comentei, em 2015 Haarlem ganhou novamente como melhor cidade de compras da Holanda e a Grote Houtstraat é a principal rua para isso: não tem como não ser conquistado com tantas lojas num espaço relativamente pequeno. Começando na Grote Markt você pode passar algumas horas passeando (e comprando) por ela. Nela é possível encontrar lojas pequenas, lojas grandes de redes holandesas (V&D, Ethos, Blokker) e lojas de redes internacionais (H&M, Zara, Apple). A rua está repleta de lojas que vendem roupas, cosméticos, brinquedos, aparelhos eletrônicos, artigos esportivos e de lugares para comer, e está próxima de outras ruas com várias lojas.

11419902_824626990967548_2054341559_n 11418275_824627007634213_1213321837_n 11414548_824627017634212_1438530340_n 11356167_824627020967545_2009850491_n 11351342_824627027634211_1866312277_n 11328910_824627010967546_1943231746_n

Para quem quer sair um pouco dos pontos principais e passear em um lugar cheio de coisas interessantes para conhecer, com certeza vai aproveitar um passeio bem agradável aqui em Haarlem!

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

Londres (Segundo dia)

Olá! :)

No post passado, mostrei o primeiro dia de um roteiro de dois dias que passa pelos pontos principais de Londres (feito pelo meu irmão). Como não entramos em nenhum dos lugares, praticamente só gastamos com transporte (metrô e trem) e com alimentação.

Juntei aqui o terceiro dia que, como só ficamos lá no período da manhã, só fomos a um último ponto importante (a estação de King’s Cross), mas daria para encaixá-la antes se quiséssemos.

Para quem for ficar mais tempo, pode entrar em alguns desses lugares, ir assistir a alguma peça à noite, passar mais tempo nas compras ou nos pubs ou visitar outros lugares como: Notting Hill, os Estúdios do Harry Potter, o Museu do Sherlock Holmes ou fazer um Walking Tour.

Vamos para o roteiro:

London Bridge (Ponte de Londres)
HMS Belfast (dá para entrar)
London Tower (Torre de Londres) (dá para entrar)
Tower Bridge
St. Paul’s Cathedral (dá para entrar)
Big Ben
London Eye (dá para entrar)
Westminster Abbey (Abadia de Westminster) (dá para entrar)
Churchill War Rooms (dá para entrar)
St. James’s Park (dá para entrar)
Buckingham Palace (Palácio de Buckingham) (dá para entrar)
Plataforma 9 3/4 na King’s Cross (dá para entrar)
(No vídeo, dá para ver e saber mais sobre esses lugares 😉 )

Apesar de serem muitos pontos, não foi um dia corrido, passeamos tranquilamente pela cidade.

E assim acabou a viagem :( ! Espero voltar para Londres, pois adoro essa cidade, acho ela linda e não me canso de visitar mesmo os lugares que já conheço.

Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

 

 

 

Londres (Primeiro dia)

Olá! :)

Sim, eu sei que já falei de Londres por aqui. Já falei da viagem da Holanda para lá, de Notting Hill, de um Walking Tour, dos Estúdios do Harry Potter e do Museu do Sherlock Holmes, mas hoje o passeio que vou contar é diferente desses. Além disso, Londres é uma cidade maravilhosa que não enjoa, parece que você está no cenário de um filme, uma das minhas cidades preferidas!

Dessa vez, meu irmão, que está fazendo um intercâmbio lá, preparou um itinerário de dois dias para passarmos pelos pontos principais.

Para quem planeja ir para Londres, deixo aqui a sugestão de um roteiro bem legal e barato!

Primeiro dia:
Baker Street (Essa é a rua onde fica o Museu do Sherlock Holmes. Ela também fica bem próxima ao Madame Tussauds).
Abbey Road (Famosa rua onde os Beatles tiraram aquela foto épica)
Trafalgar Square
National Gallery
Leicester Square (Loja da M&M’s)
Piccadilly Circus
Oxford Street (Loja da Disney)
(No vídeo, dá para ver e saber mais sobre esses lugares 😉 )

A segunda parte do passeio, posto na semana que vem!

No vídeo, conto que comemos no Five Guys, mas o que não falta são pubs, Subways, Mc Donalds, Pret a Manger e outros milhares de lugares para comer perto desses pontos turísticos.

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts é só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

 

Berlim

Olá! :)

No último fim de semana, fui para Berlim e decidi contar aqui para vocês os lugares que visitamos, assim quem tiver planejando ir para lá pode ter uma ideia de itinerário.

Nós fomos de ônibus (Eurolines), por ser a forma mais barata. Pagamos 61 euros (ida e volta).

As 10 horas de viagem foram tranquilas e uma das vantagens é que fomos de madrugada e, com isso, ficamos com dois dias inteiros em Berlim.

Chegamos lá no domingo às 8h e fomos para o Portão de Brademburgo onde ia começar o Walking Tour (Sandemans) que eu recomendo muito! É de graça (no final, eles pedem para você pagar quanto você quiser) e muito enriquecedor. Você conhece muito mais sobre a história da cidade e o significado dos lugares que você visita.

Alguns dos lugares que passamos no tour foram:
Portão de Brademburgo
Memorial dos Judeus Mortos da Europa
Muro de Berlim
Topography of Terror
Check Point Charlie
Gendarmenmarkt (Praça com as igrejas)
Bebelplatz (Praça onde foram queimados os livros)
(No vídeo, falo um pouco sobre cada um)

11271986_817166761713571_1423921616_n      11329538_817166978380216_792777945_n11301543_817168265046754_1493030552_n11350212_817511711679076_554191384_n11117865_817169965046584_1863413846_n11349004_817170405046540_530604926_n

Gostamos tanto do tour, que decidimos fazer outro só sobre o nazismo (Third Reich Berlin) para termos uma aula de história ainda mais completa. Ele também começou no Portão de Brademburgo.

Nesse, passamos por lugares como:
The Reichstag
Memorial Soviético
Sinagoga
Bairro Judeu (Próximo à Sinagoga)
Bunker de Hitler
Entre outros (também falo melhor sobre eles no vídeo).

11304059_817176798379234_1888868336_n 11356064_817178895045691_236423562_n11349062_817179255045655_989559540_n      11304342_817179265045654_936626546_n

Depois, fomos para a Alexanderplatz onde tem a Torre de TV. Nela, você pode subir para uma visão panorâmica, mas não quisemos porque a espera era de 2h. Nessa praça tem muitas opções de lugares para comer e de lugares para fazer compras.

11358903_817180208378893_1058276985_n

No dia seguinte, começamos pelo Memorial do Muro de Berlim. Também vale a pena visitar esse lugar e conhecer um pouco sobre a história do muro.

11208765_817181391712108_928296243_n

D11292644_817181335045447_2023616613_ne lá, fomos para a East Side Gallery, onde o pedaço do muro foi transformado em uma galeria de arte cheia de grafites. Em alguns lugares está bonito com mensagens motivadoras, em outros está muito pichado e feio.

11358608_817182875045293_1491711455_n 11272217_817182945045286_1238095845_n

Depois, fomos ver a Coluna da Vitória no Tiergarten, um dos pontos mais importantes da cidade e merecedor de foto. E para quem gosta de parques, esse lugar é uma ótima opção.

11349004_817183611711886_118717813_n

Passamos no Kaiser Wilhelm Gedächtniskirche que é uma igreja com muitas marcas de destruição causadas na 2a Guerra (telhado quebrado, sem um pedaço da torre) e ao lado (onde antes tinha mais partes da igreja) foi feita uma construção de formato (mais ou menos) arredondado, inteira de vidros azuis onde uma pessoa fica tocando músicas em um órgão gigantesco ao longo do dia. Um lugar muito bonito!

11271937_817183631711884_1647660678_n 11349870_817183678378546_89089658_n

Depois voltamos ao Check Point Charlie a ao Topography of Terror para ver com  mais calma. Nesse último, há inúmeros cartazes com explicações muito interessantes detalhando todo o nazismo. É impossível ler tudo, mas dá vontade!

Para quem gosta de história, Berlim é o lugar ideal. Mesmo para quem não gosta, é impossível não se interessar e não querer saber mais!

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts e só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!

 

Um dia em Bruxelas (Bélgica)

Olá! :)

Em Abril, tive a oportunidade de voltar a Bruxelas, capital e maior área urbana da Bélgica. Uma cidade grande com uma mistura de arquitetura antiga e nova. Lá, as pessoas falam holandês e, principalmente, francês, mas deu para se virar com o inglês.

Essa foi a segunda vez que fomos para lá. Para ir de trem, aqui da Holanda, é bem simples. A viagem tem uma duração de 3h30, em média, depende do trem que você pegar. (Para ver passagens de trem da Holanda para Bélgica visite o site da NS Internacional.)

Geralmente, a passagem que você compra não tem um horário determinado, você pode usar em qualquer horário que a passagem tenha o mesmo valor. (O valor varia de acordo com o horário e com o tempo que você quer levar para chegar).

Dependendo do trem, você precisa fazer algumas trocas em algumas estações. Para isso, sugiro que você tenha o aplicativo da NS Internacional no seu celular. 😉

Como já conhecíamos um pouco a cidade, tirei fotos das minhas marcações no Google Maps e baixei o mapa do Trip Advisor (que dá para usar sem internet) e fomos nos guiando por eles e pelas placas nas ruas.

Dessa vez resolvemos passar pelos principais pontos mais centrais, que podíamos ir a pé.

Lugares visitados:

Place Royale
Royal Palace
Parc de Bruxelles
Notre Dame du Sablon
Jardin du Petit Sablon
Grand Sablon
Manneken Pis
Notre-Dame de Bon Secours
Grand Place
Les Galeries Royales Saint-Hubert
Cathedral of St. Michael and St. Gudula
(No vídeo, falo um pouco sobre cada um)

Chegamos lá perto do meio-dia, andamos bastante, comemos com tranquilidade e pegamos o trem de volta umas 18h. Deu tempo de ver tudo sem pressa, porque a maioria desses lugares é só passar e ver mesmo.

Quem for para lá, não pode deixar de comer waffel, batata frita e chocolate! Dá para sentir de longe o cheiro das lojas. Ah, a cerveja também (o Delirium, perto da Grand Place, é uma das cervejarias mais famosas do mundo, mas como não bebo, não sou muito indicada para falar do assunto). Meu professor de inglês disse que outro prato típico da cidade é o ensopado de coelho, até pedi uma carne de coelho para experimentar dessa vez e estava muito boa.

Para quem for com mais tempo, também pode visitar o Atomium (se puder, vá, é considerado a Torre Eiffel de Bruxelas, uma construção enorme na qual você pode subir para uma visão panorâmica) , o Parlamento Europeu (prédios enormes e bem modernos), o Parc du Cinquantenaire (um parque bem grande) e o Museu Real das Forças Armadas e da História Militar (esse não entrei), mas para esses pontos é preciso usar algum meio de transporte como ônibus ou metrô.

Por enquanto, fico por aqui! 😉
Se tiver perguntas, comentários ou sugestões para os próximos posts e só escrever aqui ou nas redes sociais: Facebook / Twitter / Instagram
Até a próxima!