Arquivo da tag: rotterdam

Shopping Alexandrium (Rotterdam)

Olá! :)

Hoje vim dar uma sugestão de passeio que encontrei, sem querer, em Rotterdam e que é uma ótima opção para dias chuvosos ou muito frios: um shopping.

Por mais normal que isso possa parecer, os shoppings não são tão comuns aqui na Europa. A maior parte das lojas ficam nas ruas, inclusive cinemas. Há muitos centros comerciais e galerias, mas shoppings como estamos acostumados no Brasil não são tão fáceis de se encontrar por aqui.

Por isso, foi uma surpresa quando o achei. Na verdade, procurei no Google pela “Primark” (loja conhecida por ser muito barata). Peguei um trem na Estação Central de Rotterdam, desci na primeira parada, fui seguindo o mapa e dei de cara com o shopping!

(Você pode ir de trem, ônibus ou metrô e descer na Alexander Station, que é bem próxima ao shopping).

O shopping é grande, conta com uma ampla variedade de lojas e também uma boa praça de alimentação.

10900003_734125633351018_4483621748550216013_o

Além disso, na parte externa ele possui “mega stores” de roupas, artigos esportivos, produtos para casa, eletrônicos, etc… e um outro shopping de móveis.

10873009_734125680017680_6646165677010047807_o 10869426_734125676684347_368895308761437171_o 10869418_734125666684348_3284447175797695782_o

Na outra entrada, mais longe da estação, encontrei a Primark com preços, realmente, bem baixos.

10887637_734125613351020_4924792494143391093_o 10865829_734125600017688_7109567754509237237_o 10873339_734125670017681_5505018800500485801_o

Uma coisa importante de prestar atenção é no horário de funcionamento, pois diferente do Brasil, geralmente ele fecha às 18h.

No site do shopping (em holandês), você pode ver a lista completa de lojas e outras informações que precisar.

Shopping Alexandrium
Korte Poolsterstraat 2
3067 LZ Rotterdam

Horários de funcionamento
2a: Das 11h às 18h
3a a 5a: Das 9h às 18h
6a: Das 9h às 21h
Sábado: Das 9h às 18h
Domingo: Das 12h às 17h

Por enquanto, fico por aqui.
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

Exposição 007

Olá! :)

Hoje, resolvi falar de uma exposição muito legal que está acontecendo por aqui, mais especificamente, em Rotterdam. Quem planeja vir pra cá até o começo de fevereiro, não pode perder…

A exposição se chama “Designing 007: Fifty Years of Bond Style” (50 anos do estilo “Bond”).

905524_10202391338659538_6045727094842196249_o 1658222_10202391336179476_2044950008009143422_o10396972_10202391336819492_818414808989943970_o 10382510_10202391339819567_1618171121842202646_o

Ela apresenta todo o trajeto (de 52 anos) dos filmes de James Bond, esse agente que é quase um super-herói e que, acredito, dispensa maiores apresentações. Seus filmes são conhecidos pelas cenas de ação, pelos artefatos inovadores, desde pequenos relógios até grandes carros, e pela química que sempre rola entre Bond e as mulheres.

Ao todo, são 23 filmes que fazem parte dessa franquia que é a mais bem-sucedida do cinema. O primeiro filme foi lançado em 1962 (007 Contra o Satânico Dr. No), com Sean Connery. O último estreou em 2012, com Daniel Craig (Operação Skyfall). O próximo está previsto para outubro de 2015, também com Daniel Craig.

10482104_10202391337779516_8066216781376031547_o 1502425_10202391339139550_6371799713876106793_o

De acordo com o site do museu, 007 “O herói dos filmes não só atuou na franquia de maior sucesso da história do cinema, como causou um impacto sobre o mundo da arte, música, moda, tecnologia, viagens, design automotivo e estilo de vida. Mais de 500 aparelhos, trajes, veículos icônicos, storyboards, projetos gráficos e adereços, juntamente com vários clipes de filme, apresentam uma experiência multimídia inigualável do mundo de James Bond.”

Na primeira sala, há uma cama com uma “mulher” dourada morta em cima e um chapéu com uma lâmina (ambos do filme “007 Contra Goldfinger”) , uma “barra de ouro” assinada pelo Sean Connery, a Golden Gun, entre outros objetos especiais.

10495003_10202391335419457_8320708316076273912_o 10679835_10202391335939470_4057052862627363264_o

Cada sala tem uma temática. Tem a sala dos gadgets que Bond usava, a sala do cassino, a sala dos vilões, a sala do gelo, etc.

10683647_10202391336419482_7666066213731219048_o 1606213_10202391339939570_7361305612882633850_o

Uma das coisas que eu achei mais legal é que ao lado dos objetos/figurinos havia televisões passando cenas dos filmes em que aquela peça foi usada. Mesmo que a memória não ajude (a minha, por exemplo, não ajuda em nada), descobrimos quando aquele objeto foi usado, em qual cena e por qual James Bond.

Eu, que adoro coisas de filmes, fiquei encantada! Gosto dos filmes que assisti do James Bond, mas não sou fã do 007, ainda assim adorei estar perto de tantas coisas que fizeram parte de filmes de Hollywood.

Museu Kunsthal Rotterdam
Museumpark, Westzeedijk 341
3015 AA

Funcionamento:
3a a Sábado – Das 10h às 22h
Domingo – Das 11h às 17h
Não abre às 2as.
(Se for alguma data especial, é melhor conferir no site se o museu abrirá).

Ingressos:
Adultos: €11
De 6 a 18 anos: € 2
Até 5 anos: grátis

Mais informações:  http://www.kunsthal.nl/en-33-Admission-and-Tickets (em inglês)

A exposição vai até 08/02/15.

Meu irmão e eu na exposição.

Meu irmão e eu na exposição.

 

Para adquirir produtos do 007, clique aqui: Americanas / Submarino / Buscapé / Saraiva / Fnac / Walmart / Shoptime

Por enquanto, fico por aqui. ;)
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

 

 

 

Poffertjes

Olá! :)

Aqui na Holanda, tem várias comidas diferentes, como não poderia deixar de ser.

Alguns hábitos alimentares também são diferentes. Por exemplo, eles não costumam almoçar por aqui, mas sim comer um lanche. Também costumam comer pão colocando, como cobertura, chocolate granulado.

Um doce que nunca tinha visto, não achei nem tradução para o nome dele, é Poffertjes. É como se fossem mini panquecas que vêm, tradicionalmente, com manteiga e açúcar de confeiteiro. Você pode escolher se quer pequeno, médio ou grande o que muda o número de pedaços (10, 20 ou 30, se não me engano).

Você pode colocar algumas coberturas em cima… Um dia, eu escolhi chocolate e morango (Hummm) e claro que estava uma delícia, nem tem como ser diferente. 😛
rsz_1rsz_img_5843

O prato custa por volta de 3 euros, varia conforme o tamanho. E cada cobertura adicional custa por volta de 1 euro.

Esse lugar que eu fui (Poffertjes Salon Seth), no centro de Rotterdam, era uma graça! Umas mesinhas na calçada, comida boa (tinha também waffles e lanches), preço bom e ótimo atendimento. Perguntei se tinha cardápio em inglês e a garçonete disse que não, mas que poderia traduzir para mim. :)

rsz_1rsz_img_6279

No site deles (http://www.sethpoffertjes.nl – em holandês), eles dizem que esse doce é originário da França e, por volta de 1800, alguns franceses vieram para Holanda, entre eles Seth o patriarca de uma família de “fazedores de panquecas”.

Esse prato deixou de ser conhecido na França para se tornar uma verdadeira especialidade holandesa, produzida ainda de forma tradicional  por um pequeno grupo de profissionais. Eles, por exemplo, mantém o mesmo método de preparo e alguns segredos na receita que vieram com Seth há, aproximadamente, 200 anos.

Nesse link, https://www.youtube.com/watch?v=7VKHxSfr_jQ, você pode dar uma olhadinha em como os Poffertjes são preparados. (Deu uma vontade de comer de novo… :roll: )

Endereço:
Hoogstraat, 177.
3011PM

Tem que experimentar!

Por enquanto, fico por aqui.
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

 

 

Biblioteca (Rotterdam)

Olá! :)

Quem me conhece e sabe da minha paixão por livros (inclusive comecei um blog sobre isso: www.delivrosumpouco.wordpress.com), pode imaginar a minha felicidade dentro de uma biblioteca. Ainda mais, em uma biblioteca LINDA e enorme!!

rsz_1rsz_img_5790

Assim é a biblioteca situada no centro de Rotterdam. Por volta de 2.4 milhões de pessoas a visitam todo ano!

Ela tem 24.000m2, 6 andares, uma enorme quantidade de cds, dvds, jornais, revistas e, principalmente, livros *.*.

No site da biblioteca (http://www.bibliotheek.rotterdam.nl/home/english.html – em inglês), diz que tem, aproximadamente, 1 milhão de livros e dvds, 300 mil cds, perto de 100 títulos de jornais e mais de 1500 títulos de revistas (eu disse que era uma quantidade enorme!).

Um ponto negativo, do qual ela não tem culpa, é que a grande maioria do material que ela possui está em holandês… fazer o que, não é?! Mas há, no 3o. andar, várias prateleiras de livros em inglês.

rsz_2rsz_img_5797

Os livros estão organizados por ordem alfabética do sobrenome do autor e, pelo menos todos os que eu vi, são de capa dura. Os livros de ficção tem um ícone na etiqueta para indicar o gênero da história (romance, aventura, ficção científica, etc).

rsz_1rsz_1img_6146rsz_1rsz_img_6145

Ah, quase esqueci, lá tem um xadrez gigante (que sempre tem velhinhos jogando), uma lanchonete e um teatro. Na biblioteca, eles também organizam vários eventos, como: workshops, debates, exibições, leituras e outras apresentações.

rsz_1rsz_img_5793

Você pode entrar lá e ler à vontade, mas para retirar um livro precisa ser associado. Para isso, é só levar o passaporte e pagar uma taxa anual (valores abaixo). Assim, você pode retirar, no máximo, 8 itens e ficar com eles por 3 semanas. Se atrasar para devolver, o que pode ser feito nessa ou em outras bibliotecas da cidade, você terá que pagar uma multa.

Valores anuais:
Com + de 21 anos – 39,50 euros
De 18 a 20 anos – 18,50 euros
Até 17 anos – grátis

Endereço:
Hoogstraat 110
3011PV ROTTERDAM

Telefone:
+31 (0) 102 816 100

Email:
klantenservice@bibliotheek.rotterdam.nl

Horário de funcionamento:
2a – 13h às 20h
3a a 6a – 10h às 20h
Sábado – 10h às 17h
Domingo – 13h às 17h

Por enquanto, fico por aqui.
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

Casas cubo (Rotterdam)

Olá! :)

No post passado, acabei esquecendo de explicar por que Rotterdam é uma cidade com aparência tão diferente das outras cidades holandesas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, mais especificamente no dia 14 de maio de 1940, o centro da cidade foi, praticamente, todo destruído por bombas. Na hora de reconstruí-la, eles decidiram mudá-la. Optaram por inovação e uma arquitetura moderna, descrições que caracterizam a cidade até hoje. (Mais informações, em inglês, no site http://en.rotterdam.info/visitors/about-rotterdam/history/)

E no meio dessa modernidade, encontramos as casas cubo, criadas por Piet Blom (1978 – 1984). Não tem como passar por elas, sem parar para olhar e fotografar. O jeito como estão “apoiadas” e a impressão que temos, quando olhamos de fora, de que as coisas estão inclinadas lá dentro é bem legal.

rsz_1rsz_img_5802 rsz_1rsz_img_5813

Descobrimos que havia uma em que podíamos entrar para ver como é. Você paga 3 euros e pode visitar uma casa mobiliada.

Ela é pequena, como várias outras casas por aqui, mas mostra ser bem possível viver nela (e tem gente que vive). Um quarto, um escritório, um banheiro, uma sala e uma cozinha. Com móveis convencionais e outros planejados para aproveitar as quinas.

rsz_1rsz_img_5806 rsz_1rsz_img_5811

Endereço:
Overblaak, 70
3011MH Rotterdam

Telefone:
010 414 2285

Horário de funcionamento:
Diariamente das 10h às 17h.

Vale a pena conhecer!

Por enquanto, fico por aqui.
Escreva seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!

Rotterdam

Nossa primeira parada foi em Rotterdam, cidade na qual moram os nossos amigos.

Ela é a segunda maior cidade da Holanda e fica na província da Holanda do Sul.

A primeira coisa que me chamou atenção é que ela não se parece em nada com as cidades europeias que eu já havia visitado. Nada de construções antigas e baixas. Nada de ruas estreitas. No lugar disso, vemos edifícios cinzas e altos. Largas avenidas. Arquiteturas modernas. Um cenário que nos remete mais à nossa imagem da América. Ao menos, no centro.

rsz_1rsz_img_5801rsz_1rsz_1img_5800-2rsz_1rsz_img_5815

rsz_1rsz_img_5961rsz_1rsz_img_5819rsz_1rsz_img_5818

Na parte mais residencial, os prédios são menores, no máximo quatro andares. E a grande maioria é de tijolinhos à vista e grandes janelas.

rsz_1rsz_img_6042rsz_1rsz_img_5839

A cidade é bastante agitada. Com trânsito composto por carros, trans, muitas bicicletas, motos e pedestres. Tudo bem sinalizado (tirando as placas escritas em holandês, claro), lugares próprios para cada tipo de meio de transporte, fácil de se locomover.

O centro é bem bonito, parece um shopping a céu aberto. Muitas lojas, flores, bancos. Um lugar bastante agradável. Diferente de algumas cidades da Europa, aqui as lojas também abrem de domingo.

IMG_5789rsz_1rsz_img_5786

rsz_1rsz_img_5841rsz_1rsz_img_5945

Dei uma pesquisada em um site sobre a cidade (http://en.rotterdam.info/visitors/ – em inglês) e ele passa o horário em que as lojas e outros estabelecimentos ficam abertos. De acordo com ele, a maioria das lojas seguem o seguinte horário:

Segunda e Domingo: Das 12h às 18h
Terça, Quarta, Quinta e Sábado: Das 10h às 18h
Sexta: Das 10h às 21h

Por enquanto, fico por aqui.
Escrevam seus comentários e sugestões para os próximos posts.
Até semana que vem!